São Paulo, Brazil
(JORNALISMO INDEPENDENTE) Contato: diego_graciano@hotmail.com

18 de dezembro de 2011

O REI

Curiosamente o sucessor de Maradona humilhou ao Santos de Pelé, com gols, futebol bonito, e um placar inédito para uma final de Mundial de Clubes. “O Barça nós deu uma aula” reconheceu o craque do país Penta. Neymar, que foi uma sombra em campo, despede o 2011 longe de jogar na Europa, mas ele leva um presentinho da FIFA. Só para os olhos de algum chefão, ele mereceu o prêmio de terceiro melhor jogador do certâmen, antes de grandes estrelas como Puyol, Iniesta, Dani Alves, etc, que brilharam de verdade.
E Pelé? Que falou, “Neymar é muito melhor e mais completo do que Messi”, mais uma vez, carimbou a frase do filósofo Romário: “Calado é um poeta!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário