São Paulo, Brazil
(JORNALISMO INDEPENDENTE) Contato: diego_graciano@hotmail.com

25 de julho de 2011

O maior da América

Suarez festeja um título justo (AFP) 
Um país com três milhões de habitantes conquistou duas taças mundiais (a primeira  e uma outra histórica) e quinze Copas América (líder em títulos superando Argentina)
Têm mais: Peñarol foi vice da Libertadores e a seleção Sub 17 jogou uma final inédita. 
Após uma digna quarta colocação no mundial 2010 (o melhor sul americano) que teve o melhor jogador do certâmen (Forlán) e o grande herói (a mão de Luis Suarez contra Ghana) hoje se consagrou com esses dois craques sendo protagonistas. Aliás, mesma base de jogadores guerreiros e mesmo treinador, que trabalha há cinco anos em um grupo visívelmente unido. Uruguai ganhou na raça aos anfitriões, mesmo com um Messi iluminado.
Outro uruguaio de destaque foi Sergio Markarián, treinador que levou Peru à terceira posição, graças ao artilheiro da competição Paolo Guerrero, único jogador de ataque do time. Sem esquecer-se da Venezuela, que fez uma bela atuação na Copa América 2011.