São Paulo, Brazil
(JORNALISMO INDEPENDENTE) Contato: diego_graciano@hotmail.com

15 de julho de 2014

Alemanha, o novo "país do futebol"?

Troca de mando.... (Folhapress)
Ratificou o favoritismo prévio e conquistou de forma merecida o Tetra Mundial. O país que revela jogadores para atuar na sua Liga, ganha títulos de clubes e de seleções femininas e masculinas (como resultado de um projeto iniciado há dez anos) marcou 18 gols e obteve o melhor ataque da Copa, além do melhor goleiro. Até Klose superou Ronaldo Fenômeno como maior goleador em Copas. Contra Argentina, a Alemanha só chegou ao gol na prorrogação graças a uma iluminação do talentoso Götse, de 22 anos, mesma idade de Neymar e James Rodriguez. Não teria sido injusto também se levava Argentina, se não for pelo suposto erro do arbitro e os dois gols perdidos. Porém, no balanço futebolístico, o "jogo bonito" dos germanos foi mais contundente. Eles conseguiram fazer sete gols ao Penta. A seleção do grande Alejandro Sabella chegou muito longe, o fixture e Messi ajudaram. Javier Mascherano foi O CARA. A defesa, uma muralha, como o goleiro Romero. Vice-campeão no Brasil é um premio maiúsculo e honroso. O craque que foi eleito o homem do jogo em quatro das sete partidas disputadas pela Argentina, decisivo sempre, e claro responsável pela chegada da seleção à decisão, recebeu o Balão de Ouro. Acabou Brasil 2014. Alemanha, primeira seleção europeia a consagrar-se em América, de continuar assim, rapidamente virará Penta e Hexa também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário